Coleta Web, o que é e para que serve

By // Nenhum comentário:
A Coleta Web é uma importante ferramenta para empreendedores do país. No artigo de hoje iremos destacar os principais pontos do Coleta Web.

O que é

 O Coleta Web é um serviço oferecido pela Receita Federal, focada em empreendedores que desejam ficar em dia com as obrigações legais.Atuando de forma integrada com as juntas comerciais de cada estado, assim como as prefeituras municipais, o Coleta Web está disponível para empreendedores que estão formalizados, ou seja, quem possui um CNPJ.

Neste aplicativo, diversos serviços estão disponíveis de forma online, visando a agilidade e desburocratização para que a empresa fique em dia com seus deveres.

 Para que serve a Coleta Web

 O Coleta Web surgiu em novembro de 2014, substituindo os aplicativos Programa Gerador de Documentos e o Receita net. Até essa data, o empresário que desejasse formalizar sua empresa, com um CNPJ, precisava utilizar os dois aplicativos.
Um para preencher os dados requeridos das solicitações, como uma abertura, por exemplo (Programa Gerador de Documentos) e outro apenas para enviar essas informações para a Receita Federal (Receita net).Era necessário que se fizesse o download desses aplicativos, para rodarem localmente na máquina do usuário. Mesmo sendo fornecidos de maneira gratuita, era uma complicação que podia ser resolvida.

Visando unificar os dois serviços em apenas um local, a Receita Federal estruturou isso no Coleta Web, que também é conhecido como Coleta Online do CNPJ.  Agora já de forma online, o sistema recebe as solicitações do usuário em um ambiente seguro e que pode ser acessado de qualquer máquina, mediante o certificado digital da empresa ou do contador.

Dessa maneira, não se fica mais “refém” de apenas uma máquina, pois as informações estão salvas na nuvem e basta acessar o portal para que elas sejam recuperadas para seguir em adiante com o processo.Com o conceito definido, podemos partir para as funções do Coleta Web.

Neste sistema, é possível solicitar não apenas a abertura de um CNPJ. Alterações e baixas também estão presentes. Com a unificação dos sistemas, a Receita Federal também desenvolveu maneiras de se agilizar a abertura de empresas no sistema. Tudo de forma prática e rápida, o requerente poderá verificar a consulta de viabilidade de local do negócio. A consulta de viabilidade de local é o processo no qual se fazem pesquisas para saber se a atividade pretendida para a empresa é permitida no local.



Quando a empresa é considerada de baixo risco, o restante do processo é ainda mais rápido. A licença de operação nesses casos é emitida automaticamente. Caso seja uma atividade com risco maior, o restante dos documentos também poderão ser solicitados neste ambiente.

Falando sobre as outras licenças, o status de emissão delas também pode ser acompanhado pelo sistema. Entre as licenças presentes no sistema estão: Alvará dos bombeiros, licenciamento ambiental (se a atividade exigir) e licença sanitária (depende da atividade também). Com todas as licenças em ordem, a empresa então consegue a emissão de seu alvará de funcionamento, emitido pela prefeitura. Tudo diretamente pelo Coleta Web. As alterações da empresa também são feitas neste sistema. Semelhante a abertura, com as mesmas exigências, as alterações são bem mais rápidas no Coleta Web.

Uma outra parte, que até anos atrás era muito mais burocrática, é a baixa da empresa. Pelo Coleta Web a baixa poderá ser transmitida e os órgãos responderão em poucos dias a solicitação.Se tudo estiver em ordem, a baixa pode ser concluída em poucos dias

Como usar a Coleta Web

Para acessar o Coleta Web, o primeiro passo é fazer o cadastro no portal do Brasil Cidadão. Dessa forma, é possível acessar o sistema sem o uso de um certificado digital.Caso a empresa já possua o certificado digital, o processo é mais simples ainda, bastando ir até o portal do Coleta Web e selecioná-lo para ter acesso aos serviços. Abaixo, iremos fazer um passo a passo de como usar o Coleta Web.
  • Vá até o site da Receita Federal.
  • Encontre o link para o aplicativo do Coleta Web e acesse o portal.
  • Através do cadastro no Portal Cidadão, acesse o portal Coleta Web
Já dentro do portal, basta selecionar a opção desejada para prosseguir. Preencha sempre com todas as informações obrigatórias corretamente, para evitar qualquer tipo de problema na solicitação.

Lembrando que agora é tudo online, não sendo mais necessário a instalação de nenhum aplicativo para se fazer a transmissão das solicitações.

Como fazer a consulta Coleta Web 

Para se consultar uma solicitação dentro do Coleta Web é muito simples. Ao fazer uma solicitação, no final da operação será disponibilizado um número de controle. Este número de controle poderá ser impresso para situações como esta, onde é necessária a consulta do processo.

Aproveite e saiba mais:
Com o número de controle em mãos, basta acessar este link na página da Receita Federal. Nele, será necessário entrar no Coleta Web, para informar o código de controle.Após informado, o sistema apresentará o status da solicitação. Caso tenha alguma exigência para adequação, também será apresentado nesta etapa.

Achar o CNPJ pelo nome fantasia - Conheça as diversas formas de pesquisa

By // Nenhum comentário:
CNPJ pelo nome fantasia - O CNPJ (cadastro nacional de pessoa Jurídica) é algo extremamente importante, já que oferece uma identificação das empresas, que funciona de forma muito similar ao CPF, identificando as transações que esta empresa faz e ainda oferecendo um perfil extremamente claro de todas as transações que ela faz.
Veja também:
Exatamente por isso, achar o CNPJ pelo nome fantasia é algo muito interessante e importante, já que com este número é possível fazer uma pesquisa detalhada sobre a saúde financeira da empresa, que pode resultar em mais ou menos informações, dependendo da sua situação.

Vamos falar mais sobre a importância e o procedimento destas pesquisas e como achar o CNPJ pelo nome fantasia.

É possível achar todos os CNPJ pelo nome fantasia da mesma forma?

Não. Isso não é possível. Acontece que os CNPJ são registrados de forma unificada apenas pela receita federal, que não libera esta informação.
Os outros órgãos que possuem acesso ao CNPJ e outros dados cadastrais de uma empresa são as associações e juntas comerciais, que são órgãos municipais, e que por isso cada uma delas segue um procedimento diferente para esta pesquisa. Alguns simplesmente não oferecem o serviço, já outros conseguem oferece-lo apenas pessoalmente, e ainda cobrando uma taxa.

CNPJ pelo nome fantasia
O melhor exemplo de sistema para achar o CNPJ pelo nome fantasia ainda é o de São Paulo/SP, que consegue oferecer este serviço gratuitamente e online, por meio do site da JUCESP, de forma extremamente prática, sendo que nem é necessário o nome fantasia completo, com um trecho apenas você já encontra todas as empresas relacionadas com o termo que tenham sido cadastradas em São Paulo.

Qual a importância de achar o CNPJ pelo nome fantasia?

Esta pesquisa, em associação com a pesquisa gratuita da receita federal do cadastro da situação da empresa, oferecida gratuitamente pela receita federal, é um dos grandes motivos pelos quais conhecer o número do CNPJ de uma empresa é extremamente importante para liberação de crédito e outras questões relacionadas. 

Dentro disso, se a sua região não oferece um instrumental mais eficiente para esta questão, é importante desenvolver uma metodologia indireta, que pode incluir condicionar o fornecimento de crédito ou do cadastro ao número do CNPJ.

Conclusão

Algumas empresas oferecem estes dados cadastrais dentro de sistemas ou a consulta separada por um valor específico. É importante verificar se estas empresas estão com cadastros atualizados, pois sem isso as informações podem se tornar inúteis.

Consulta DBE - Consultar online na Receita Federal

By // Nenhum comentário:
Consulta DBE, saiba mais informações aqui – O Documento Básico de Entrada é um documento de grande importância para os contribuintes Pessoa Jurídica, a consulta DBE pode ser feito pela internet, especificamente no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil. Veja abaixo como consultar o Documento Básico de Entrada e algumas informações importantes obre o CNP:

O que é DBE

DBE (Documento Básico de Entrada) é um documento utilizado para praticar qualquer ação em diversas circunstâncias perante o CNPJ. O CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) é um cadastro que todas as pessoas jurídicas e as equiparadas são obrigadas a fazer, antes de começar as suas atividades.
Todo profissional que queira atuar em qualquer área do mercado como pessoa jurídica deve dar entrada ao processo do Documento Básico de Entrada no CNPJ. Todos os dados da empresa constam no CNPJ, Razão Social, a data de abertura da empresa entre outras.A consulta do CNPJ da empresa e Emissão de Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral pode ser feito pela internet no site da Secretaria da Receita Federal.
Consulta DBE

Como obter um CNPJ

A Receita Federal é responsável pela emissão do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, a solicitação do cadastro pode ser feito pela internet no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil. Além disso, o cidadão pode solicitar o auxilio de um contator para realizar o cadastro do CNPJ ou se dirigir até a Receita Federal mais próxima.
Para solicitar a o CNPJ é necessário baixar um programa específico, chamando Coleta Online - Programa Gerador de Documentos do CNPJ, esse sistema permite a solicitação de inscrição para a pessoa Jurídica. Após a finalização da solicitação um recibo será emitido, ele deve ser guardado, pois futuramente será necessário para a consulta do Documento Básico de Entrada pela internet.

Consulta DBE pela internet

Para fazer a consulta do DBE pela internet, é necessário acessar o site do Ministério da Fazenda/Secretaria da Receita Federal do Brasil - http://www.receita.fazenda.gov.br/pessoajuridica/cnpj/fcpj/consulta.asp - e preencher os campos em brancos com todos os dados solicitados: O número de recibo e o número de identificação.

2 Via CNPJ

By // Nenhum comentário:
O CNPJ é o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, utilizado por todos os empresários do Brasil, tendo em vista que só podem abrir empresas, contratar funcionários e homologar processos os brasileiros portadores do registro. 

O funcionamento é muito semelhante ao do CPF, apenas fazendo uma catalogação exclusiva para aqueles que trabalham como empreendedores, ou seja, necessitam de suporte jurídico em diversas etapas do desenvolvimento de suas profissões. 


É impossível contratar funcionários sem ter um CNPJ, obviamente com algumas exceções, como no caso dos empregados domésticos. Para abrir uma empresa, o primeiro passo é fazer a solicitação do CNPJ, algo que pode demorar.

Veja também:

Como tirar CNPJ

Para fazer a solicitação do CNPJ é preciso estar criando uma empresa, ou seja, ter um contrato social, em que todos os detalhes são descritos. No contrato social todos os envolvidos na empresa, ou seja, responsáveis por determinados setores, devem estar de acordo com a distribuição das ações e funções.

Com esse contrato social em mãos, devidamente homologado e contendo assinatura de todos os sócios e testemunhas, o cidadão pode fazer a requisição do CNPJ. Geralmente o processo demora um pouco, tendo em vista que no Brasil leva-se cerca de 3 meses para que uma empresa esteja em pleno funcionamento, levando em conta os requisitos legais.  

Após a finalização do processo, um documento semelhante ao CPF é entregue para o cidadão, que passa a ser pessoa jurídica. Nos bancos, por exemplo, existem áreas de atendimento exclusivo para pessoas jurídicas, tendo em vista que um profissional especialista na área estará fazendo o atendimento.

Tirar 2 via CNPJ

Para pedir a 2 Via CNPJ basta seguir até uma agência da Receita Federal. É necessário portar documentos de identificação pessoal, bem como é interessante levar uma cópia do comprovante de inscrição e situação cadastral. Um documento de requisição terá de ser feito. Um comprovante de requisição é impresso e entregue para o cidadão, que deverá retornar para retirar após o prazo. 

Em alguns casos a 2 Via CNPJ é entregue no endereço cadastral. É importante questionar o atendente para ter em detalhes essa informação, que normalmente alterna entre as diversas regiões do Brasil. Para emitir o comprovante de inscrição e situação cadastral é necessário acessar o site da Receita 

Federal e clicar na aba correspondente (ou clique AQUI). Será necessário saber e preencher o CNPJ, bem como lacunas de segurança que servem para comprovar que trata-se mesmo de uma pessoa tentando fazer o acesso.

2 Via CNPJ é válida assim mesmo como a primeira, não altera o seu efeito para comprovações futuras.

Emissão CNPJ

By // Nenhum comentário:
Todo brasileiro em algum momento da vida tem de solicitar seu CPF, que é o Cadastro Nacional de Pessoas Físicas, expresso em número e exigido para a maioria das atividades que envolvam os cidadãos. 

No caso dos empresários, este cadastro precisa da uma espécie de upgrade, passando a ser o CNPJ, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, tendo em vista que as atividades destas pessoas são completamente diferentes do cidadão prestador de serviços, ou seja, é necessário uma catalogação diferente.

Para a criação de qualquer empresa, é necessário ter o CNPJ, algo que também exige uma série de documentos que fazem parte desta importante etapa da vida de qualquer empreendedor.

Veja mais:

Como fazer CNPJ

Para realizar a Emissão CNPJ primeiramente é necessário ter em mente que a criação de uma empresa é um processo demorado no Brasil, necessitando de toda uma preparação e separação da documentação. A primeira etapa é a elaboração de um contrato social, em que todos os participantes da empresa estarão entrando em acordo, declarando todo o patrimônio, função de cada um e divisão das ações. 

Emissão CNPJ


Todas as informações devem ser minuciosamente preenchidas por um advogado, de escolha dos futuros empresários, que será responsável também por diversos outros processos. Duas testemunhas devem estar presentes e registrar suas assinaturas bem como todos os sócios devem receber cópias e também registrarem suas assinaturas. 

 Com esse contrato social em mãos, fica muito fácil prosseguir para o processo de criação do CNPJ. Fique atento quanto a verificação de seu contrato social, pois qualquer detalhe pode acabar impedindo o prosseguimento da solicitação. No caso do CNPJ um único membro pode estar fazendo a solicitação, não necessitando da presença de todos que fazem a composição do quadro de sócios da empresa.

Como fazer a emissão do CNPJ online

A Emissão CNPJ e verificação da situação cadastral do CNPJ pode ser feita através do site oficial da Receita Federal, em que uma aba (acesse clicando aqui) dedicada para essa finalidade permite essa consulta, bastando informar o número do CNPJ e preencher algumas lacunas de segurança. 

 Caso não consiga fazer a consulta ou constate qualquer problema em sua inscrição, entre em contato com o advogado responsável pela estruturação do contrato social, pois o mesmo estará lhe passando as informações sobre como prosseguir. Normalmente o contador responsável pela empresa também pode servir como um bom conselheiro na fase inicial, considerada umas das mais difíceis e importantes para qualquer empreendimento.

Como abrir um CNPJ

By // Nenhum comentário:
Em tempos de crise, novos seguimentos de modelos de contrato trabalhista estão sendo colocados em prática. Basicamente a medida vem para colocar em xeque a consolidação das leis trabalhista, a CLT. Tecnicamente, a CLT trás mais gastos para os patrões, que necessitam recolher tributos para garantir o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) de seus funcionários.


Um desses modelos de contratação de funcionários é o perfil pessoa jurídica, ou seja, detentores de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Antigamente, para se ter um CNPJ era uma verdadeira eternidade, uma dificuldade tamanha, que acabou por se tonar simples, após uma grande procura de pessoas físicas.

Tipos de CNPJ

O trabalhador que se tornar PJ, automaticamente será dono de uma empresa e de um número CNPJ, mediante esta empresa, mesma situação que se enquadra na MEI (Microempreendedor Individual), deverá se enquadrar em um dos tipos de CNPJ existentes no país. Os tipos de CNPJ no Brasil são: 

A sociedade limitada ou Sociedade Ltda., sociedade anônima ou S.A, o próprio MEI (Microempreendedor Individual) - muito usado por pequenos comerciantes, trabalhadores autônomos, ou trabalhadores profissionais formados, sem vínculo expresso com o tomador de serviço; Sociedade Individual e Empresário Individual.

Veja mais:

Como abrir um CNPJ

O procedimento para abrir CNPJ é bem simples, que pode ser feito sem sair de casa, caso você se tornar um MEI (Microempreendedor Individual). O trabalhador deverá apenas preencher um cadastro no portal do microempreendedor para validar seus documentos e então virar de imediato um empresário. Vale ressaltar que há alguns impedimentos e restrições, como ter apenas um funcionário e não ultrapassar ganhos de R$ 60 mil.

abrir cnpj

Documentos necessários

O primeiro passo para que sua empresa seja registrada formalmente, ou seja, não seja uma MEI, queira abrir CNPJ e possuir um local físico, é o futuro empresário buscar a Receita Federal sua localidade. Os documentos necessários são as identidades original e cópia dos donos das empresas, comprovante de residência, além do endereço de onde a empresa estará sediada (isso é importante, ou seja, a empresa já deve possuir um endereço físico no ato da formalização do CNPJ), e o contrato social. 

 Neste caso, há recolhimento de uma taxa, que varia de acordo com o seguimento de sua empresa ou empreendimento, e pode variar dependendo da época do ano. O valor deve ser recolhido no ato da inscrição. Deve-se tomar muito cuidado ao levar os documentos para abrir CNPJ, para que você não tenha que fazer diversas viagens pela falta de documento A ou B, por exemplo. 

De acordo com a Receita Federal, órgão responsável por controlar abertura, continuidade e fechamento de uma empresa, os documentos necessários para abrir uma empresa são: FCPJ, que nada mais é que uma Ficha Cadastral da Pessoa Jurídica, ou seja, um pré-cadastro, que poderá ser preenchido pela internet, por meio do programa Receitanet.
A ficha também poderá ser preenchida no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil, diretamente no aplicativo de coleta web, presente no site

Em caso de sociedade, deve estar acompanhada do QSA. Outros documentos são o quadro de sócios e administradores, uma ficha específica de interesse do órgão convenente, ou seja, como será a representação de sua empresa, além de documento básico de entrada do CNPJ, ou um protocolo de transmissão, que equivale ao primeiro. Os modelos constam dos Anexos I E II da IN RFB nº 1.183, de 19 de agosto de 2011. 

Ao abrir uma empresa, o empresário e seus sócios, se tiver, devem saber que as entidades fiscalizadores do estado e do município onde o empreendimento terá sede, devem ser notificadas. Isso corre para que as taxas possam ser recolhidas e para que voc|ê se enquadre na legislação vigente de sua cidade. Em São Paulo, por exemplo, determinados bairros não podem ter uma tipo de comércio específico.

CNPJ situacao cadastral

By // Nenhum comentário:
Os cidadãos brasileiros podem ser divididos basicamente entre duas categorias, sendo a maior parte portador de CNPJ, ou seja, pessoas físicas, e outra parcela menor portadora de CNPJ, as chamadas pessoas jurídicas.

Essa divisão acontece pelo fato de cada uma das categorias ter tratamento fiscal diferente, tendo em vista que a forma de renda é expressa de maneira completamente oposta.

Não é qualquer pessoa que pode ser considerada jurídica. Essa denominação é dada para aqueles que abrem uma empresa, pois como empresário necessitarão de algumas condições que apenas portadores de CNPJ podem ter.

Saiba mais:

Como abrir CNPJ

Para abrir o CNPJ o cidadão deve estar consequentemente abrindo uma empresa. Para abrir uma empresa, é necessário fazer primeiramente um contrato social, passando posteriormente para a solicitação de CNPJ.

CNPJ situacao cadastral

No contrato social devem constar as principais informações, como localização da empresa e membros do quadro administrativo. A elaboração do contrato social também é um processo demorado, como tudo no Brasil, em que é preciso contratar um advogado, ficando na responsabilidade deste profissional a elaboração do documento e coleta das informações. Todo o capital inicial deve ser exposto, para que assim a receita federal e demais órgãos estejam cientes exatamente de qual negócio está sendo iniciado.

É preciso ter renda para abrir CNPJ?

Muitas pessoas tem dúvida se é necessário ter uma renda mínima para abrir um CNPJ. Não existem restrições, sendo que até mesmo um desempregado, ou seja, cidadão sem renda alguma, pode estar investindo em um empreendimento e abrindo sua própria empresa.

É importante ficar atento, e muito, acerca dos custos administrativo que uma empresa acaba trazendo, como a contratação de um contador mensalmente, além do advogado que deverá atuar durante todo o processo de homologação do CNPJ. Os custos administrativos iniciais são maiores. Após o CNPJ estar aberto e a empresa em funcionamento, essas questões tornam-se pontuais.

CNPJ situação cadastral

No site oficial da Receita Federal é possível consultar o comprovante de matrícula e a CNPJ situação cadastral.

Qualquer pessoa pode fazer consultas gratuitamente, sendo que é apenas necessário informar o CNPJ da empresa e preencher uma caixa de segurança com alguns caracteres. Na CNPJ situação cadastral todas as informações relevantes serão mostradas, obviamente sem externar nada que seja de caráter pessoal. Para fazer a consulta basta acessar o site oficial da Receita Federal e buscar pela aba correspondente. Caso queira encurtar o caminho, basta clicar aqui e ser redirecionado para a página de consulta do CNPJ situação cadastral.
Tecnologia do Blogger.